Como seus valores pessoais influenciam na sua vida financeira

Nossos valores pessoais comandam as nossas decisões sem que a gente perceba. E acredite: eles possuem enorme influência imensa na sua atual vida financeira. Ter clareza de quais são as coisas que você verdadeiramente valoriza na vida lhe ajuda a entender por que você faz o que faz e o que precisa mudar para obter um resultado diferente do que tem hoje.

valores pessoais família vida financeira

Sem dúvida nenhuma, a coisa mais valiosa que o coaching trouxe para a minha vida foi a descoberta dos meus valores pessoais. Muitas das decisões que eu tomei especialmente nos últimos anos foram visando a proteger esses valores – coisas que não tinha muita clareza de que me importavam tanto assim! Esse foi um enorme passo na minha jornada de autoconhecimento.

Atuando como coach financeira, busco adaptar a visão de valores aos objetivos financeiros das minha clientes. Por quê? Porque acredito que se você não conhecer os seus valores, ou seja, as coisas que você mais valoriza na vida, qualquer planejamento pode estar fadado ao fracasso – afinal, não estará em harmonia com a sua essência como ser humano.

 

Como meus valores influenciam no meu dinheiro?

Abaixo estão alguns dos valores pessoais mais comuns. Faço um breve esboço de como, em geral, eles podem estar influenciando em sua vida financeirasem que você perceba: 

Reputação / status / mérito / reconhecimento / respeito / comprometimento com o próximo
Esse conjuntinho de valores (que pode ter outras nomenclaturas, conforme o jeito com que você os representa em sua mente) pode te conduzir a alguns comportamentos financeiros prejudiciais – em busca de manter uma aparência externa de equilíbrio.

Se você valoriza muito a reputação ou o status, por exemplo, tende a viver além de suas possibilidades temendo ser vista como mal sucedida – perante amigos, familiares, colegas de trabalho. Por se comprometer mais com os outros do que consigo mesma, acaba se prejudicando pelo receio de “deixar a pessoa na mão”.

Você tem dificuldade de abrir mão de consumo imediato em prol de uma realização futura ou viver um padrão de vida abaixo das capacidades (o que seria muito saudável para o seu bolso).

 

Estabilidade / segurança / rotina / previsibilidade
Prezar pela segurança é excelente no sentido de controlar os gastos e não entrar em dívidas. Mas pode ser prejudicial se isso te “congela” na hora de ousar um pouco profissionalmente (diminuindo as chances de aumentos expressivos de renda ao longo da carreira).

Além disso, a segurança exagerada leva muita gente a permanecer em investimentos horríveis pelo simples medo de mudar.

 

Use seus valores a seu favor!

Você já ouviu o termo “RESSIGNIFICAR”? Significa atribuir um significado diferente a alguma coisa.

Em nosso caso, se você se identificou com algum dos exemplos acima e entendeu que algum dos valores que possui estão te atrapalhando de alcançar objetivos financeiros, não precisa abandoná-los de uma hora para outra. Longe disso! Que tal usar essa força que já está dentro de você para te ajudar a chegar lá mais rápido?

Nos valores do primeiro grupo: você pode refletir que ter uma segurança financeira e um patrimônio investido também “contam” a seu favor, à sua reputação. Se você gosta muito de ajudar o outro, saiba que quanto mais saudável financeiramente você estiver, mais poderá contribuir com o próximo! Então não há mal nenhum dar uns passos pequenos para trás visando pegar impulso e ir mais longe!

Nos valores do segundo grupo: minha sugestão é avaliar o que você precisa para se sentir segura para dar algum passo de mudança. Liste os seus medos! Qual é o pior cenário possível caso cada um deles se concretize? Talvez você descubra que os medos são muito maiores do que a realidade. E isso lhe ajudará a seguir em frente 🙂

Um dos meus mantras é que o autoconhecimento precisa estar atrelado ao controle das suas finanças. Apenas dessa forma você será 100% autônoma para tomar as melhores decisões financeiras para sua vida.