5 coisas que você pode fazer com seu décimo terceiro

Ganhar um dinheiro extra está longe de ser um problema. No entanto, tenho certa dor no coração quando vejo como as pessoas perdem a oportunidade de dar uma resolvida na vida com essa graninha a mais recebida no décimo terceiro.

É o seguinte: sempre dá para melhorar, sempre dá para fazer um melhor uso desse valor extra de final de ano. Então serei bem objetiva com algumas sugestões do que você pode fazer:

1) Pagar o IPVA
O desconto para pagamento à vista do IPVA é geralmente bastante vantajoso. Quem me conhece já sabe que sou partidária do pagar à vista tudo, sempre, até mesmo nos casos em que a gente não consegue desconto. Imagina quando conseguimos!!!

ipva, carro, gastos com o carroEntão a lógica é a seguinte: o IPVA é um gasto fora da nossa rotina do orçamento. O décimo terceiro é uma receita fora de nossa rotina do orçamento. E uma coisa acontece bem pertinho da outra. Não tem desculpa para não aproveitar! É o que fará a diferença entre entrar janeiro tranquila ou ficar até março, abril enrolada…

O mesmo raciocínio vale para quem paga matrícula escolar e IPTU em janeiro. Despesa extra → usa a receita extra.

2) Montar sua reserva de emergência
Se você ainda não tem uma reserva de emergência, provavelmente esse dinheiro extra não será suficiente para montá-la inteira. Mas pode ser um bom começo! Todo mundo precisa de um colchão de liquidez para os imprevistos da vida. Que tal começar o ano novo montando a sua?

3) Pagar à vista seus gastos de final de ano
Por mais que você tenha definido que não fará nenhuma extravagância consumista no final de ano, é praticamente impossível a gente passar a época das festas sem gastar nada fora de nossa rotina. Então, avalie com honestidade quanto dinheiro você vai usar para comprar presentes para seus familiares, para entrar no Amigo Secreto na firma, ir àquela centena de happy hours que surgem nessa época, comprar o (caríssimo) peru da Ceia de Natal ou fazer aquela viagem curta à praia para passar a virada. Seu décimo terceiro precisa dar conta disso para que você não entre em janeiro sofrendo as consequências de um dezembro não planejado.

4) Pagar dívidas
Se você tem dívidas, a dica aqui é fazer contas: se seu décimo terceiro for suficiente para quitá-las, vale a pena ignorar as três dicas anteriores e usar seu décimo terceiro integralmente para quitá-las. Já se o seu décimo terceiro não for suficiente para pagar pelo menos uma das dívidas em sua totalidade, é melhor usar esse dinheiro para montar sua reserva, pagar as despesas extras de maneira a não aumentar seu rombo financeiro e entrar no ano novo fazendo dinheiro sobrar no seu orçamento mensal para pagar suas dívidas de um jeito mais inteligente e planejado.

planos, sonhos, planejamento

5) Realize algum sonho ou projeto
Eu trabalho bastante com a ideia de projetos: em nossa vida financeira, tudo o que é gasto que sai de nossa rotina pode ser encarado como projeto. Daí que – quando temos nossas despesas organizadas e nossa rotina de investimentos bonitinha, todo dinheiro extra que entra pode ser voltado para nossos projetos: seja para adiantar a realização de um, para “melhorar” outro (ex: “ia comprar um computador x, mas vou comprar outro um pouco mais caro e melhor”; ou “ia viajar e me hospedar numa pousadinha mais simples, agora vou ficar num hotel mais bacana”…) Ou, ainda, criar novos projetos que lhe tragam felicidade 🙂

Esse passo se encaixa perfeitamente numa vida em que você atingiu um equilíbrio entre sua rotina de despesas/receitas/investimentos e as coisas nas quais vale a pena gastar e que lhe façam mais feliz. Se essa equação ainda não é clara para você, não se preocupe! Você já está no caminho certo e já deu o primeiro passo ao ler esse texto até aqui. No próximo décimo terceiro, não tenho dúvidas de que você já estará em outro nível 🙂